É doutor, mas mantenha o respeito!

Hemp_presoEM 1997, um juiz manda prender o Planet Hemp por apologia ao uso de drogas. Em 2003, o mesmo juiz é acusado de receber R$ 40 mil para soltar um traficante. Dez anos, depois, enfim, ele é condenado. Punição? Ganhar seu salário de R$ 28 mil inteirinho, até morrer, para nunca mais trabalhar.

Esses casos raramente se tornam públicos, ou investigados e punidos. Ainda assim não chega a ser surpresa a notícia de que um juiz recebeu propina. Muito menos de traficantes. No Almanaque, por exemplo, conto o caso de um juiz e de um desembargador federal condenados por associação com o tráfico – no caso com Fernando Beira-mar.

***

“Gente hipócrita”

Mas a notícia dessa condenação é bem informativa. Mostra a hipocrisia reinante no discurso da guerra às drogas.

Na porta da frente, o juiz paga de durão impedindo uma banda de fazer shows sob a acusação de apologia. Uau. Que corajoso. Na “porta dos fundos”, ele pega uma graninha para soltar um traficante. Que fácil.

Planet_Hemp_hoje“Legalize Já”

Aplausos musicais à parte, a turma do Planet Hemp foi um dos primeiros artistas do Brasil a ter a coragem de levantar a bandeira o que hoje todo mundo pelo menos comenta: legalizar a maconha.

Regulando o comércio da erva, tiraríamos o lucro da venda da droga ilícita mais consumida no Brasil (e no mundo) da mão dos traficantes. A bandidagem teria muito menos grana para comprar fuzil e corromper juízes como vossa excelência o juiz José Barreto Pinheiro. Esse é o nome do juiz traficante.

* **

Justiça?

Outra informação que vale nota é a boa e velha impunidade que reina contra os peixes grandes neste país. Repara:

A)     Se o cara pega três saquinhos de R$ 5 de maconha na boca de fumo pra vender no asfalto, ele é encarcerado como traficante e pega de 5 anos de cadeia.

B)      Se o juiz em quem deveríamos confiar até o fim recebe 40 mil para soltar um chefão do tráfico que fornece saquinhos de maconha para centenas de bocas, seu castigo é parar de trabalhar para ganhar 28 mil por mês.

Que vergonha.

Ele tem uma responsabilidade muito maior pelo controle de crimes, deveria ser punido com muito mais rigor. Mas comete um crime comparado a hediondo, aliado a um peixe grande, e não dá nada!

O que destrói esse país não é o uso de drogas, é a corrupção e a impunidade.

***

usuario2

Pra fechar esse “post protesto”, replico lá embaixo a íntegra da mensagem que o próprio Planet Hemp publicou no Facebook, sob o título de “Retrato da hipocrisia e falso moralismo da sociedade brasileira”. Falou e disse.
E recomendo a letra e o vídeo da canção (muito esclarecedora) que o juiz vencedor do Prêmio Lobo em Pele de Cordeiro do dia usou como desculpa para colocar os caras na cadeia. O juiz foi aposentado, essa música vai ficar pra sempre.

Aplausos musicais adentro, essa música está no álbum “Usuário”, certamente um dos melhores lançados por aqui nos anos 1990.

***

“LEGALIZE JÁ”

Planet Hemp

Digo foda-se as leis e todas regras
Eu não me agrego a nenhuma delas
Me chamam de marginal só por fumar minha erva
Porque isso tanto os interessa
Já está provado cientificamente
O verdadeiro poder , que ela age sobre a mente
Querem nos limitar de ir mais além
É muito fácil criticar sem se informar
Se informe antes de falar e legalize ganja

Legalize já, legalize já
Porque uma erva natural não pode te prejudicar

O álcool mata bancado pelo código penal
Onde quem fuma maconha é que é marginal
E por que não legalizar ? e por que não legalizar ?
Estão ganhando dinheiro e vendo o povo se matar
Tendo que viver escondido no submundo
Tratado como pilantra, safado, vagabundo
Só por fumar uma erva fumada em todo mundo
É mais que seguro proibir que é um absurdo
Aí provoca um tráfico que te mata em um segundo
A polícia de um lado e o usuário do outro
Eles vivem numa boa e o povo no esgoto
E se diga não às drogas, mas saiba o que está dizendo
Eles põe campanha na tevê e por trás vão te fudendo
Este é o planet hemp alertando pro chegado
Pra você tomar cuidado com os porcos fardados
Não falo por falar eu procuro me informar
É por isso que eu digo legalize ganja
São dez mil anos de uso
sem se quer uma morte
Se me chamar de otario
fala se se fode

***

O depoimento do Planet Hemp postado no Facebook, quinta-feira, 23/5/13.

“Retrato da hipocrisia e falso moralismo da sociedade brasileira.

Hoje o Tribunal de Justiça aposentou o juiz Vilmar José Barreto Pinheiro, responsável pela prisão do Planet Hemp em Brasília em 1997. Motivo: o juiz recebia propina de traficantes.

Se não uma ironia, ao menos uma escancarada safadeza do poder judiciário brasileiro.

Até quando a sociedade dará ouvidos a discursos recheados de interesses e financiados não só pela corrupção, mas pela falta de esclarecimento geral da população?

Bater no peito e levantar bandeiras contra as drogas é fácil, ainda mais com o auxílio da mídia atenta em manipular e instigar o senso comum.

Desintoxique-se! E, ao falar isso, não estamos nos referindo a nenhum tipo de substância. Desintoxique a sua percepção!

Preste atenção em quem realmente diz ser a voz da justiça desse país, condenando a liberdade de expressão de forma atroz e reflita se é essa a representação que você realmente aceita para si.”

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

5 respostas para É doutor, mas mantenha o respeito!

  1. Alan Barbosa disse:

    Mas que ajudou ao traficante a ficar rico? Os Usuários que são enganados. Quantas mães choram por causa da maconha? Quantas vidas de inocentes são desperdiçadas por causa da maconha? O mundo precisa de pessoas verdadeiras, não a pseudo felicidade que a maconha proporciona. Amém!

    • tarsoaraujo disse:

      Alan, lembra que deus criou a maconha. Amém procê também.

      • Vini Rosa disse:

        Deus criou a maconha, a cevada, a cana-de-açúcar, a papoula, a lótus, os cogumelos…
        alguns desses vegetais são legais outros não, ja se perguntou porquê? Sendo o alcool, extraído de plantas tbm, o mais perigoso de todas essas substâncias, por ser legal, e fazer muito mais mães chorarem, e muitas vidas inocentes serem disperdiçadas.
        Bem, Alan Barbosa, fiquei me perguntando quando vc se refere a ” Quantas mães choram por causa da maconha?”, se vc se refere a algum caso conhecido seu.
        Pois sei que uma Mãe só poderia chorar de desgosto, ao saber que seu filho fuma maconha, por ser uma idéia forjada na mente dela pela sociedade há anos, sendo que a maconha já foi legal no Brasil, e considerada até remédio. Já ouviu falar dos cigarros índios? Pois morte por causa de maconha, só conheço a de traficantes, e de talvez um usuário morto por policias que não gostam de maconheiros, pois na opinião deles ( dos policias ) maconheiro paga aos traficantes pra eles poderem comprar armas pra darem tiro em policias. É um fator social isso, pois sendo ilegal, ela realmente é comercializada por traficantes, pois as pessoas continuam a fumá-la, mesmo sendo proíbida, e os traficantes sabendo disso, se aproveitam desse fato pra ganharem seu dinheiro ilícito. Mas vc não leva em conta os benefícios sociais da maconha, que é ignorado pela grande maioria da população, e pelo visto vc se enquadra nesse contexto.
        Vc poderia se informar mais, ao invés de expressar opinião sobre algo que vc desconhece, sou filho de Deus tbm, de formação cristã, mas não sigo nenhuma religião, só a Deus, e aos ensinamentos de Jesus, pois odeio coisas que me tolhem a opinião, e me obrigam a pensar dogmaticamente. Abra sua mente, nunca é tarde para mudar.
        Por que ser quem somos, se podemos ser seres humanos sempre melhores e mais evoluídos e esclarecidos?
        É tudo uma questão de escolha.

  2. Edelmar Penece disse:

    Nossa, aí falou o maconheiro que pensa que é esclarecido. E ainda vem falar que maconha traz beneficios, blablabla…
    Filho, vai la pingar seu colirio antes que mamae e papai percebam.
    Lastimavel.

  3. Gui Moreira disse:

    “Quantas mães choram por causa da maconha?”

    A minha chora quando sabe que eu tô sem =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s