MANUAL ANTIRRESSACA – Ela não tem cura, mas você pode tentar preveni-la

ressaca_torresmoNão importa o que diz a propaganda daquele remédio: não existe cura para ressaca. O que tem na farmácia é, no máximo, remedinho pra aliviar dor de cabeça e enjoo. Curar que é bom, nada. A única coisa que resolve, de verdade, é o tempo. Essa é a má notícia.

A boa é que você pode tentar prevenir um day after traumático tomando algumas medidas de redução de danos. Fiz a lista abaixo para uma reportagem que saiu na edição deste mês da revista Galileu. “A (falta de) ciência da ressaca” explica porque a medicina ainda não consegue entender e muito menos curar esse desagradável fenômeno.

Dito isso, leia os nove mandamentos abaixo e corre pro bloco! 😉

MANUAL ANTIRRESSACA
O que fazer para (tentar) prevenir uma ressaca ou pelo menos diminuir o estrago no dia seguinte.

1 – Não beba. Ainda é o melhor remédio.

2 – Beba pouco. Para a maioria dos homens, 5 a 8 doses* são suficientes para causar algum nível de ressaca no dia seguinte. No caso das mulheres, 3 a 5 podem bastar.

3 – Beba devagar. O fígado consegue eliminar, em média, o álcool de uma dose por hora. Se você beber nesse ritmo ou mais lentamente, os níveis de álcool no sangue não sobem tanto e os efeitos da droga serão menores – tanto o da bebedeira quanto o da ressaca.

4 – Beba água. Cada dose de álcool faz você urinar de 600 a 1.000 mililitros. Ou seja, para cada latinha de cerveja que você bebe, pelo menos duas saem do seu corpo. E como a desidratação é uma possível   causa da ressaca, é importante repor a água. O ideal é que você faça isso conforme bebe, ou de hora em hora. Beber muita água de uma vez dilata seu estômago e piora o incômodo que a irritação do álcool já causa no órgão. Isotonônicos podem, teoricamente, ser melhores para repor sais minerais perdidos, mas não existe evidência científica disso.

5 – Coma bem antes de beber. A comida diminui o ritmo de absorção do álcool, diminuindo o estrago. Comidas gordurosas retardam ainda mais a absorção do álcool.

6 – Evite as bebidas escuras. Estudos indicam que bebidas claras, como vodca e cerveja, causam menos ressaca do que a mesma dose das mais escuras, como vinho tinto e uísque. A explicação está no fato de as escuras terem mais congêneres – outras substâncias presentes na bebida que, além de lhe dar cor e aroma, são parcialmente responsáveis pelo estrago no dia seguinte. Essa dica só funciona até cerca de cinco doses – daí em diante a diferença é pequena, a ressaca é igualmente intensa.

7 – Pare mais cedo. De preferência algumas horas antes de dormir. Apesar de deixar seu cérebro mais devagar, o álcool atrapalha o sono, especialmente na primeira metade, em que o descanso é mais profundo e revigorante. Somado ao fato de que a hora do bar costuma coincidir com a de dormir, e diminui o tempo total de sono. Isso aumenta a sonolência e a falta de concentração típicas da ressaca.

8 – Evite energéticos. A cafeína contida nesses estimulantes não aumenta diretamente nem a probabilidade nem a intensidade de uma ressaca. Mas uma pesquisa recente com mais de mil voluntários mostrou que a turma que usa essas bebidas numa noite de bebedeira acaba consumindo, em média, 30% a mais de álcool. E esse excesso, sim, aumenta a chance de uma ressaca.

9 – Conheça seus limites. A suscetibilidade à ressaca é extremamente influenciada por fatores individuais e genéticos. Então, se errar uma vez (e conseguir lembrar de algo), aprenda com a sua própria experiência.

 

* Uma dose é considerada a porção de bebida que contém 14 gramas de álcool.
Cerveja = 355 mL (uma lata).
Vinho = 150 mL (uma taça, pela metade).
Cachaça, vodca, uísque = 45 mL (um copinho daqueles de shot).

Publicado originalmente na revista Galileu 259, fevereiro de 2013.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s