Afinal, o que é droga?

ChargeTurbay

A piada dessa charge do Turbay, amigo do André Kiepper, toca num aspecto importante da ignorância que marca o debate sobre drogas, que eu trato no Almanaque das Drogas desde a introdução: para muita gente, só é droga aquilo que é proibido.

Mas a verdade é que “cervejinha” e “cigarrinho” também são drogas, apesar de lícitas, e são da pesada: causam muito mais mortes e produzem muito mais danos à saúde. E não é só porque mais gente as consome. Estudos sérios mostram que álcool e tabaco têm maior potencial de causar dependência e problemas de saúde nos seus usuários do que, por exemplo, a maconha. (Essa comparação, aliás, também está trocada em miúdos no Almanaque.)

Essa contradição entre o que a ciência diz e o que a lei pratica é uma das maiores falhas das leis de drogas do Brasil e do mundo. Enquanto as pessoas fizerem como esse sujeito do bar e continuarem tratando álcool e tabaco como inofensivas e outras drogas como nocivas pelo simples fato de serem proibidas, continuaremos na Idade das Trevas do debate sobre drogas. Essa visão limitada sobre o significado do termo vai sempre limitar nossa compreensão sobre os efeitos e os significados – positivos ou negativos – dessas substâncias para a sociedade.

E o erro de tratar o álcool como se fosse alguma coisa diferente de droga não é exclusividade de leigos. Grupos de pesquisa das duas das universidades mais importantes de São Paulo fazem a mesma cagada. Na Unifesp tem a “Unidade de Pesquisas em Álcool & Drogas” (UNIAD) e na USP tem o Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool & Drogas”. Repara como até os cientistas reforçam essa visão tacanha de que droga é uma coisa, álcool é outra. Triste. Quem deveria ajudar a esclarecer e destruir mitos e estigmas acaba reforçando tudo isso.

Bem, esse papo só me veio à mente agora por causa dessa ilustra bacana. Valeu, Turbay!

Aproveitando a deixa: no que você pensa imediatamente quando alguém usa a palavra “droga”? Não responda pensando no que você acha que é certo, mas na associação mais comum e automática que você faz à palavra “droga”.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s